Você está aqui : Home O Clube História



Grêmio Esportivo Osasco, um time que nasceu vitorioso

No final de 2007, um grupo de cinco esportistas e empresários da cidade de Osasco decidiu apostar na criação de um novo time para disputar o Campeonato Paulista de Futebol.  Assim nasceu o Grêmio Esportivo Osasco, oficialmente fundado no dia 17 de dezembro, que teve sua inscrição homologada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) e pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em janeiro de 2008.
Nestes quase cinco anos de história, o clube alcançou a glória de três acessos (Série B/2008, Série A3/ 2009 e Série A3/2012), mas também conheceu a tristeza do rebaixamento acontecido na Série A2/ 2010, que serviu para que o clube pudesse se reestruturar e voltar a vencer.


O histórico primeiro acesso
No dia 20 de abril de 2008 o Grêmio Esportivo Osasco fez sua primeira partida oficial, estreando na Série B com uma vitória por 1 a 0 sobre a tradicional equipe do Jabaquara, confronto realizado no Estádio Ulrico Mursa (campo da Portuguesa Santista), em Santos. A partida seguia empatada até os 40 minutos do segundo tempo quando o atacante Hugo Vieira recebeu a bola cruzada e escorou de cabeça anotando assim o primeiro gol oficial da nossa história.
Com a participação de quarenta e cinco equipes, o campeonato foi dividido em três fases. O Grêmio Osasco ponteou a tabela de classificação nas duas primeiras fases e na terceira e decisiva fase, a equipe conquistou uma das vagas de acesso, terminando empatado em número de pontos e saldo de gols com o Batatais, que ganhou o direito de disputar a final pois fez sete gols e sofreu cinco, enquanto o Grêmio Osasco fez seis gol e sofreu quatro.
Mas o objetivo principal havia sido alcançado: o Grêmio Osasco colocava o futebol osasquense novamente na elite do futebol paulista, com a marca histórica de ter sido o primeiro clube a conseguir tal feito antes de completar um ano de fundação.


O segundo acesso consecutivo
A Série A3/2009 foi dividida em três fases. Na primeira fase, os vinte times se enfrentaram em turno único. O Grêmio Osasco terminou na terceira colocação. Na segunda fase, o time terminou na primeira colocação, obtendo o acesso à Série A2 e o direito de disputar a final. Numa eletrizante partida decisiva, o Grêmio Osasco goleou o XV de Piracicaba por 3 a 0, para delírio dos quase 10 mil torcedores presentes no Estádio Rochdale, público até então inédito na história do futebol osasquense.
Na finalíssima, o Grêmio Osasco venceu a primeira partida em casa por 1 a 0, mas perdeu a segunda por 2 a 0. Com a soma dos resultados, o Votoraty se sagrou campeão, cabendo ao Grêmio Osasco o histórico vice-campeonato.


O primeiro revés
No ano de 2010 a equipe osasquense conheceu seu primeiro revés. A diretoria se empenhou em angariar parceiros para a disputa da dificílima Série A2, mas os apelos foram em vão. Sem patrocínio, montou uma equipe guerreira, mas que não conseguiu se acertar dentro de campo. Mesmo com toda a garra demonstrada, terminou na última colocação e foi automaticamente rebaixada.
No segundo semestre, porém, o clube conseguiu se reestruturar, firmou uma parceria com a Ponte Preta para disputar o Campeonato Paulista em duas categorias de base (Sub15, Sub17) e também teve uma boa atuação no Sub20.
O clube também promoveu a 1a. Copa Cafu de Futebol Sub17, que homenageou o jogador Marcos Evangelista de Moraes, o Cafu, capitão da Seleção Brasileira na conquista do penta campeonato. O torneio foi um sucesso, com a participação de outras cinco equipes, além do Grêmio Osasco: Ponte Preta,  Osasco FC, Barueri, Santo Amaro e Juventus.


2011, um ano de mudanças
O ano de 2011 foi de mudanças,que começaram no aspecto patrimonial. A equipe investiu nas reformas do Estádio Municipal Prefeito José Liberatti e do seu Centro de Treinamento, que atualmente figuram dentre os mais modernos do futebol paulista.
Dentro de campo, uma forte equipe profissional disputou a Série A3 e trouxe o torcedor novamente paras as arquibancadas, com exibições memoráveis. Com jogadores de renome, como Rogério e Nenê (ambos ex-jogadores do Corinthians), além do técnico Vampeta, o time não conseguiu o acesso para a Série A2, o que não apaga a participação brilhante da equipe no torneio.
Nas categorias de base o time também se destacou. A equipe Sub20 jogou de igual para igual contra equipes tradicionais como São Bento e Bragantino. Durante a fase classificatória o time osasquense aplicou uma sonora goleada no São Paulo (4 a 0), que se tornaria o campeão. O Grêmio Osasco chegou até as oitavas de final, quando foi desclassificado pelo Santos em duas partidas eletrizantes, uma vencida pelos osasquenses e a outra pelos santistas (em ambas o placar terminou em 2 a 1).


2012, um novo acesso
Em 2012 o Grêmio Osasco voltou a ser vitorioso. Conquistou o vice-campeonato da Série A3 (o segundo em sua curta história) com uma campanha fantástica, na qual o time esteve o tempo todo entre os melhores colocados na tabela de classificação. Trajetória coroada com o emocionante acesso à Serie A2, conquistado diante do tradicional Juventus, com o Estádio José Liberatti lotado por um público de quase 10 mil torcedores.
Mas não foi só no profissional que o Grêmio Osasco conquistou prestígio. Na Copa São Paulo de Futebol, realizada em janeiro, a equipe de juniores deu o que falar com atuações de gala contra o Bragantino e o Grêmio de Porto Alegre.

Nas categorias Sub15 e Sub17 o Grêmio Osasco também se renovou através de uma parceria com a Liga de Futebol Amador de Osasco, responsável por selecionar jogadores através de peneiras realizadas entre garotos da região,  e montou equipes competitivas, que tiveram um bom desempenho no Campeonato Paulista. Alguns bons jogadores foram revelados e serão aproveitados pelo clube.

Houve também um processo de internacionalização da marca. Primeiramente com a excursão da equipe Sub20 pela Itália, para a disputa da Viareggio Cup, uma espécie de mundialito entre juniores. Mesmo enfrentando temperaturas abaixo de zero, a equipe encantou os espectadores com boas atuações contra Milan, Modena e Parma. Não conseguiu a classificação para a segunda fase do torneio mas expandiu as fronteiras do clube, já que as partidas foram transmitidas para toda a Europa e também para o Brasil.

Esse processo teve continuidade com a assinatura recente de um convênio com o SC Braga, que possibilitará o intercâmbio de atletas entre os clubes. O SC Braga atualmente é considerado a terceira força do futebol português.


Trabalho dedicado e vitorioso


Esse trabalho vitorioso em todas as frentes só foi possível graças aos nossos parceiros, que acreditaram na seriedade e no potencial de nosso clube e nos deram respaldo financeiro. Sem eles e sem a dedicação de cada pessoa envolvida com o projeto (a maioria de forma absolutamente apaixonada!) nada disso seria possível.

Com apenas cinco anos de existência o clube reinseriu o nome de Osasco entre as grandes do Estado. E os investimentos que estão sendo feitos no clube deixam claro seu potencial para chegar à Série A1, com uma equipe forte e competitiva, como merece nossa cidade.

Aqui no Grêmio Osasco se faz futebol com alegria e paixão!






 

PRÓXIMO JOGO

CAMPEONATO PAULISTA SUB-20

13ª RODADA

Quarta, 09 de agosto - 15h00

Grêmio Osasco




X
São Caetano


Local: Estádio do Rochdale - Osasco

Galeria de Fotos

Apoio